Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Nova tendência - Jardins verticais -

Segue uma nova tendência de Paisagismo no mundo inteiro:
Os jardins verticais.
Jardins que além de esconder paredes, muros, dentre outros, ajudam a deixar a sensação de que a Natureza está dominando os espaçoes urbanos, e também ajuda a minimizar os problemas de poluição do ar e com certeza a poluição visual em grandes cidades, como São Paulo.
Um grande pioneiro nessas realizações aqui no Brasil, é o Paisagista Gilberto Elkis, que traz várias obras primas com os jardins verticais.


Abaixo, alguns jardins verticais criados pelo Paisagista Gilberto Elkis:






quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Para animar os amantes da Natureza

Imaginem como seria belo se em cada canto de todos os lugares, pudéssemos ver algo assim?
Acredito que todos seriam mais felizes, e além disso, de acordo com as pesquisas,foi comprovado cientificamente que as pessoas trabalham e vivem melhor com plantas ao redor.


video

A Primavera chegou...




Olá a todos, mais uma vez a Primaverá chegou, trazendo paz e amor ao jardim de todos.
Sim, podemos ver a beleza da Natureza em nossos jardins, o florescer de uma nova vida chegando.
Mas existem alguns cuidados que devemos ter na Primavera, para que nossas plantas e nossos jardins tornem-se ainda mais belos e saudáveis.
Para começar, uma boa aeração nos solos que já devem estar compactados para que em seguida nós possamos fazer a adubação para “despertar” as plantas e que sua floração seja ainda mais intensa.




Além dos cuidados a respeito da compactação e adubação, devemos também limpar as ervas daninhas do gramado e/ou dos vasos e canteiros, remover folhas caídas, e também verificar a existência de doenças e insetos em nossos jardins.

Após esses cuidados, a primavera vai agradecer florindo muito mais em seu jardim, e a natureza será mais bela como um todo.


quarta-feira, 7 de julho de 2010

Mais um estilo de jardim - O jardim Inglês






Dentre os diversos estilos de jardins, podemos falar um pouco do jardim Inglês.
Com formas e texturas rústicas, tem uma beleza única e um tom notável de rusticidade, ou seja, não percebemos que o jardim sofreu qualquer ação pelos homens.

Podemos dizer que Lancelot Capability Brown, foi o pai dos jardins Ingleses, nascido na Inglaterra, trabalhou para a Aristocracia, e dizia que seus jardins tinham Capability = capacidade e possibilidades.



O Jardim Inglês é considerado como uma revolução, um manifesto contra os padrões rígidos e simétricos de outros estilos. Ele valoriza a paisagem natural, com formas curvas e arredondas tanto no relevo, como nos caminhos e na construção dos maciços e bosques.

Neste estilo é fundamental a utilização de gramados extensos, com amplas alamedas. O parque não pode ser totalmente plano e as ondulações do terreno devem ser valorizadas. Formas geométricas ou retas não são permitidas.
Jardim Inglês

As árvores e arbustos são muitas vezes dispostas de acordo com o porte e a coloração, o que não impede a mistura ou a utilização isolada. As plantas floríferas e perfumadas de pequeno porte podem compor grandes e sinuosos maciços em meio ao gramado. Plantas que exigem muita manutenção e reformas, assim como arbustos topiados são proibidos.

Outros componentes são bem vindos neste jardim, acrescentando charme e naturalidade, como árvores mortas, rochedos e pequenas colinas, contrução de ruínas, clareiras, lagos, riachos, quiosques, etc. Devemos ter a sensação de andar por um bosque antigo e natural, com pouca ou nenhuma intervenção do homem.

Um marco nos jardins Ingleses, é o estilo "Cottage", ou aquele em que costumamos falar que parece com a casa da vovó.Percebemos que não houveram muitas intervenções humanas ali.E se tiveram, ocorreram alguns aglomerados de plantas, sendo que temos vários conjuntos, que aparentam ter dominado a região, e a clara sensação de naturalidade.




Nosso maior exemplo de jardim Inglês no Brasil, com verdadeiros traços Ingleses, é o jardim da ESALQ - USP - PIRACICABA



Temos abaixo algumas sugestões de Plantas que ficam bem no nosso clima:

* Árvores Nativas
* Plantas Esculturais
* Arbustos
* Grama-são-carlos
* Grama-preta
* Pinheiros
* Gerânio
* Jasmin
* Sálvia-vermelha
* Margaridas
* Lavanda
* Maria-sem-vergonha
* Ninféias
* Vitória-régia

terça-feira, 6 de julho de 2010

Um pouco sobre Burle Marx - Nosso grande mestre

Roberto Burle Marx foi um dos maiores paisagistas do nosso século, distinguido e premiado internacionalmente. Artista de múltiplas artes, foi também, desenhista, pintor, tapeceiro, ceramista, escultor, pesquisador, cantor e criador de jóias, sensibilidades que conferiram características específicas a toda a sua obra.
Nasceu em São Paulo, a 4 de agosto de 1909, passando a residir no Rio de Janeiro a partir de 1913. De 1928 a 1929 estudou pintura na Alemanha, tendo sido freqüentador assíduo do Jardim Botânico de Berlim, onde descobriu, em suas estufas, a flora brasileira.Seu primeiro projeto paisagístico foi para a arquitetura de Lúcio Costa e Gregori Warchavchik, em 1932, passando a dedicar-se ao paisagismo, paralelamente à pintura e ao desenho.

Em 1949, com a compra de um sítio de 365.000 m2, em Barra de Guaratiba, no Rio de Janeiro, organizou uma grande coleção de plantas. Em 1985 doou esse Sítio, com todo o seu acervo, à extinta Fundação Nacional Pró Memória, atual Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN.

Em 1955 fundou a empresa BURLE MARX & CIA LTDA., pela qual passou a elaborar projetos de paisagismo, fazer a execução e manutenção de jardins residenciais e públicos. Desde 1965, até seu falecimento, contou com a colaboração do arquiteto Haruyoshi Ono.

Roberto Burle Marx faleceu no dia 4 de junho de 1994, no Rio de Janeiro, aos 84 anos.

Fonte: http://www.burlemarx.com.br/historico.htm

Vejam abaixo uma foto do nosso mestre, e um de seus projetos, o jardim do Banco Safra



Entenda mais o que um Paisagista pode fazer por você

Depois de ser efetuada a visita ao cliente, ou um contato anterior com ele, entra em ação a segunda parte do nosso trabalho:
O Projeto Paisagístico

Através de visita ao local e em entrevista com o cliente, analisamos suas necessidades e expectativas e desenvolvemos um projeto paisagístico exclusivo, sempre atentos as condições de insolação, ventos, projeção de sombra de edifícios no entorno da área a ser trabalhada, sem contar que a parte estética também tem papel fundamental no nosso processo.

Como um jardim é vivo e dinâmico, ele está em constante transformação, e como todo ser vivo necessita de nutrientes e está suscetível a pragas e doenças,e também a ação do tempo.Além do mais,existem espécies anuais e perenes que com o passar do tempo necessitam ser trocadas, simplesmente por terem cumprido seu papel ou pela necessidade de causar um novo impacto com um visual diferente, ou mesmo são trocadas como um resultado de rotação de espécies, por questão de alguma praga infestada no solo, déficit de desenvolvimento, etc.

Passamos então para a próxima etapa do jardim:

A Execução

Com mão-de-obra especializada, executamos projetos paisagísticos de outros profissionais, desde a compra de mudas, insumos e vasos, até a implantação e manutenção do jardim, quando assim for solicitado, dando garantia de serviço e mudas, as quais serão trocadas quando não houver um bom “pegamento | desenvolvimento” das mesmas no prazo de um mês após o término da implantação.

Mas como estamos lidando com seres vivos, é necessário queser realizada a manutenção do jardim, para que ele venha a "vingar" e se tornar próspero cada vez mais e mais.

A Manutenção

Para que o investimento feito pelo cliente no projeto de paisagismo não se perca através da falta de cuidados especializados após a implantação, a manutenção é um passo tão importante quanto o desenvolvimento do mesmo, pois com adubação periódica, limpeza, podas,eliminação e prevenção de pragas e doenças, podemos garantir a saúde e a beleza do jardim e sua revigoração.

Outra parte que nós Paisagistas podemos fazer, é auxiliar nossos clientes com problemas de plantas, pragas,doenças,sugestões e outros.Daí surge a necessidade de uma outra função ao Paisagista:

A Consultoria
No trabalho de Consultoria, oferecemos:

* Análise de pragas e/ou doenças que possam estar atacando o jardim;
* Análise de deficiência de nutrientes no solo;
* Ajuda na escolha de espécies adequadas para cada local, seja em apartamento, residência ou comércio;
* Informações técnicas para auxiliar seu jardineiro na manutenção.

Espero que agora fique mais claro o que um paisagista faz!

Qualquer dúvida, entre em contato conosco via e-mail: mazzaeartepaisagismo@yahoo.com.br


Eis uma foto do nosso "Pai do Paisagismo Brasileiro " - Roberto Burle Marx

Esculturas no jardim....ou melhor....jardim de esculturas

Aqui nós podemos ver como alguns jardins poder adquirir uma nova e exclusiva identidade, quando possuem esculturas no mesmo.Algumas estátuas ou objetos de decoração já podem fazer uma grande diferença. mas nada como quando a escultura do jardim é a própria planta, ou algumas espécies juntas, formando verdadeiros trabalhos artísticos, que dão uma nova identidade ao jardim, e uma beleza inestimável para seus visitantes e quem os contempla.
Aproveitem para apreciar algumas das milhares de esculturas vivas que encontrei na Internet.






segunda-feira, 28 de junho de 2010

Tropicalismo nos jardins

Dentre os mais diversos estilos de jardins, temos o estilo tropical, que na verdade é o estilo com a cara do Brasil, já que vivemos em um pais tropical, e graças ao nosso pai do Paisagismo Burle Marx, podemos usurfluir desse conhecimento e dessa beleza única que nosso ecossistema nos oferece.







Heliconia, uma das mais belas plantas com características tropicais e nativas do Brasil, e uma das minhas favoritas também.


Por que contratar um Paisagista?